sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

[REVIEW] 1x12- Afterbirth

Postado por Admin às 03:47

 Essa postagem contém um alto nível de Spoiler! Ainda não assistiu o episódio? Recomendo não continuar lendo.

Leia o REVIEW do episódio final, DOZE da PRIMEIRA temporada de American Horror Story (Afterbirth)

Se você quiser continuar lendo a notícia clique em "Continuar Lendo"
Mas lembre-se de que essa notícia contém Spoilers! Continue por conta própria.


"Ryan Murphy não poderia ter escolhido nome melhor para esse episódio, afinal apesar de tudo que acontece em "Afterbirth" é consequência direta dos acontecimentos do ultimo episódio. Como sempre o episódio começou com um flashback, dessa vez a cena foi centrada na decisão dos Harmon de mudar para a casa depois de tudo que eles estavam passando em seu relacionamento, nesse ponto é muito triste e irônico perceber as esperanças que alimentavam sobretudo Ben que a todo momento tenta convencer Vivien de esquecer o que aconteceu e recomeçar.

No geral esse flashback foi como os outros dessa temporada, interessantes e até um pouco esclarecedores mas pouco relevante para o episódio em si. De volta ao presente, Ben precisa lidar com a morte da esposa enquanto conta com a ajuda de Constance pra cuidar do filho que sabe não ser dele. Inicialmente ele pretende dar o bebê a irmã de Vivien e se matar, Vivien que até então estava se escondendo na esperança de que o marido não tentasse ficar na casa impede que ele se mate e convence-o a se mudar e cuidar do bebê. Acontece que Hayden junto com outros fantasmas da casa se revoltam contra ele e matam-o.

O bebê Anticristo, é claro, acaba ficando com Constance e mente para os policiais dizendo que o bebê sumiu junto com Violet (uma vez que ninguém de fora sabe que Violet também morreu na casa) enquanto o outro está com Nora. Fica claro que Nora não está aguentando o bebê, mas depois da conversa com Vivien e ao longo do episódio não ficou muito claro pra mim se o bebê realmente morreu e virou um fantasminha ou se ele está vivo além disso mais tarde quando Vivien pede pra Moira ser madrinha do bebê e vemos toda a família fantasma reunida na sala enquanto comemoram o Natal resta a dúvida se Nora realmente desistiu do bebê ou ainda vai querê-lo (eu acho que ela desistiu mas afirmo que não ficou muito claro). Um dos lances legais do episódio foi todos os "bons" fantasmas se unindo para assustar a nova família que se mudou para lá, de forma que assim eles fossem embora da tarde antes que fosse tarde demais. Nesse momento algumas coisas foram melhor explicadas como o lance dos primeiros episódios de Ben acordando a noite e andando até a lareira ou o fogão acesos que acontecia pois o fantasma da ex-mulher de Larry atraia os moradores para o fogo pois queria que eles sofressem como ela sofreu.

A conversa de Tate e Ben foi um dos ponto mais legais do episódio, Ben admitindo que psicologia é uma fraude e ainda chamando Tate de psicopata foi simplesmente foda, o choro de Tate chegou a dar pena sim (principalmente porque sabe-se que ele realmente gosta de Violet) mas Ben tem razão: ele é um dos melhores psicopatas, sem remorso, convincente, falso e extremamente perigoso. Confesso que eu nunca gosto muito quando alguma série decide usar o artificio "x anos depois" pois acho que corta totalmente o clima, mas aqui se fez necessário afinal, exceto Hayden que perdeu tudo e Tate que ainda ama Violet, todos os fantasmas inclusive a família Harmon estão felizes e decididos a impedir que mais tragédias ocorram na casa, além disso Constance já estava com o bebê e era evidente que nada poderia acontecer enquanto a criança fosse apenas um recém nascido.

Apesar de mais uma atuação brilhante por parte de Jessica Lange a cena no salão de beleza foi um tanto quanto desnecessária, servindo apenas para mostrar como ela estava feliz em ter um filho mesmo não sendo mesmo dela e mesmo sabendo quem ele realmente é. A morte da nova empregada de Constance no final do episódio foi totalmente previsível exceto que eu esperava que ela tivesse sido enforcada (numa referencia clara a "A Profecia") ao invés de ter seu pescoço cortado. Ainda assim essa cena final foi excepcional, ver o menino com uma mancha de sangue no rosto e aquele rosto ironicamente inocente foi assustadoramente um ótimo gancho para próxima temporada."

Escrito por:

0 comentarios:

Postar um comentário

  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin

Buscar no Site